TESTEMUNHOS

"Participar do laboratorio de core feminine foi realmente um novo balanceamento das minhas alquimias internas! Quanto mais eu esperava uma diretriz e uma orientação do melhor caminho a seguir para estar bem comigo... mais silencio da Tata eu recebia. Junto do silencio um olhar compassivo e cheio de tudo que poderia responder a minha questão e, ao mesmo tempo, vazio de uma unica direção! Assim, de forma muito simples, segura e imensamente criativa (criando, recriando e co criando todo o tempo) nossos encontros foram construindo confiança de que cada utero ali presente (material ou energeticamente) era capaz de gerar o melhor caminho para cada uma de nós! 

O meu caminho... sigo cheia de perguntas que jogo no meu caldeirão, mexo e remexo, choro e gargalho ... e alguma coisa muito única me vem a tona e me preenche de mim mesma no ponto em que estou agora!

grata por me auxiliar a ver o simples/profundo que é ser a mulher que sou, apenas assim... eu em mim!"

(Maria- Jornada I)

"Como escreveu Simone de Beauvoir, 'ninguém nasce mulher: torna-se mulher' e numa sociedade patriarcal e machista não são poucos os preconceitos e as crenças que nos limitam na expressão plena do nosso feminino. Encontrar um grupo de mulheres dispostas a discutir essas questões é extremamente inspirador."

(Graci - Jornada I)

"O laboratório do Core Feminine foi uma das experiências mais linda e prazerosa que eu já vivi, mesmo com muitas dores e dúvidas pairando em minha mente. Tenho tremenda gratidão pela Tata, por ser ela a facilitadora e idealizadora desse caminho lindo que trilhamos, pela beleza, brilho, simpatia, amor, prazer e muita energia entregue ao trabalho. Finalizo com o trecho de uma das muitas músicas maravilhosas que embalaram a nossa trilha: 'Vai florescer o ser divino que está dentro de você'."

(Mara – Jornada I)

"Eu me sinto como uma colcha-de-retalhos, unindo cada parte, meu passado, me integrando...e esse Laboratório foi fundamental para este processo. Me percebo mais feminina, amorosa, delicada, receptiva e ao mesmo tempo mais forte, realizando meu propósito de vida, mais empoderada, sem tantos boicotes e medo do prazer de ser quem eu realmente sou. No final do Laboratório tinha me proposto internamente a viver com mais calma e presença nas pequenas e simples coisas da vida, sem tanta exigência e cobrança de ter que chegar em algum lugar, e exercitar isso está sendo muito maravilhoso e transformador. GRATIDÃO eterna por ter recebido tantas curas no Core Feminine 1."

(Fer - Jornada I)

"Participar do laboratório foi um presente que apareceu na hora exata, como tudo no universo. Senti muita segurança na roda de mulheres, e escutei historias que me fizeram ter um olhar diferente sobre nós, e fortaleci a visão de que precisamos, sim, nos empoderar mais. De cabeça e coração abertos, me deixei levar pela força, pelo instinto e pelas sensações do meu corpo. Isto foi muito novo pra mim, eu desconhecia a força do meu corpo, e foi incrível. Entendi algumas coisas que, apesar de terapias e mais terapias, ainda não estavam claras, diversas coisas vieram à tona. A orientação da Táta é perfeita, na hora certa, com as palavras certas, e o apoio fundamental, não só dela, como das outras mulheres do grupo."

(Carol - Jornada I)

"A Core Feminine foi um divisor de águas. Nos encontros, aprendi a olhar para o meu corpo e, consequentemente, entender melhor quem eu sou. Meu corpo carrega histórias, alegrias e tristezas e algumas das mágoas e dores podem se transformar em doenças físicas. Perceber essa trajetória é abrir a porta para a cura. É um caminho árduo, mas muito bonito e gratificante."

(Maíra - Jornada I)

"Minha experiência com o Core Feminine é melhor descrita como uma jornada que abriu um portal. Quando me permito atravessar este portal, me percebo, me acolho, me nutro e me amo. Quando me permito atravessar este portal, vivo mais leve, fluida, amorosa, forte, verdadeira e também vulnerável. Muitas vezes me assusto com toda a vida que pulsa do outro lado e, então, atravesso de volta. Mas a cobrança diminuiu, não tenho que estar sempre lá, sinto que o lá está sempre aqui para mim. Me sinto muito grata à Thais pela condução desta abertura, de forma tão suave, acolhedora, simples e bela."

(Carol - Jornada I)

"Eu não seria capaz de engravidar sem ter passado pelo Core Feminine.
Tudo que vivemos naquele grupo de mulheres me fez enxergar como eu odiava ser mulher, como eu desprezava o mundo feminino e como eu tinha medo de ser mulher. A última dinâmica que vivi no grupo abriu um portão para mim, o portão da maternidade. Eu pude liberar uma camada de medo que estava em algum nível do meu inconsciente. Agora que estou grávida, este medo é mais real, e não apenas parte da minha imaginação, mas encaro este medo com realismo, sem fantasias, mas também com coragem."

(Juju - Jornada I)

"A Tata, mais que minha terapeuta, foi minha mestra. Ela me ensinou sobre a minha verdade. Em frente a ela, pude ter a coragem de mergulhar em mim e a fé em me transformar. Ela estimulou essa coragem e essa fé de várias formas:
Às vezes, me provocando e espetando, ouvindo palavras que eu nem tinha dito e colocando-as ali, em bom e alto som, para que eu escutasse todos os meus pedaços e as minhas crenças. Me desmascarando.
Outras vezes, me acolhendo. Sendo o colo, o carinho na cabeça, a mão segurando a minha. Era a terra nutridora que me dizia que estava tudo bem ser eu mesma.
Outras vezes ainda, me empoderando: me empurrando para entrar sozinha em lugares escuros. Confiando e me inspirando a confiar em mim mesma.
E com a provocação, o acolhimento e os empurrões, eu fui fazendo a transição da menina para a mulher. Olhando pro meu auto ódio, para as amarras familiares à expressão do feminino e da maternidade, para o medo que eu tinha de expressar a minha luz.
Nesse processo, encontrei meu companheiro, engravidei, gerei e pari, e  descobri caminhos para trilhar minha missão.
O processo é longo e ainda faltam muitos passos a dar e nós a desatar para que eu aprenda a amar com toda a potência, profundidade e relaxamento que intuo que o amor pode ter. Fico grata de poder seguir nessa busca com a guiança da Tata.."

(Ju - Jornada Individual)

"Desde que fiz o Core Feminine me sinto curada e me curando de uns tantos de machucados que acabei adquirindo na vida.

O método é fluido, intuitivo, com explicações pontuais e bastante profundas sobre nossos funcionamentos internos, sutis e densos. O resto é tudo vivido, sentido, muito mais do que intelectualizado. Por isso, o workshop, na verdade, é aquilo que VOCÊ é.

O tipo de encontro em que é delicioso se estar: com outras mulheres que vivem e pensam e sentem suas alegrias e dores, assim como eu, e sob a guiança da Tata.

Tata, você é uma fada, que realmente fez dos limões que a vida te deu, saborosíssimas limonadas, que agora você lindamente compartilha conosco. Pra você, minha querida, e seu lindo ofício, sinto três palavras: presença, amorosidade e muita competência. É impressionante e inspirador, e espero poder fazer de novo, e de novo, e de novo... Gratidão ainda é pouco. Do meu útero para o seu: <3". (Nina - Jornada I)

1/1

Nós mulheres temos um verdadeiro anseio de saber o que é o feminino. Encontra-lo dentro de nós mesmas, individualmente e coletivamente, é o maior presente que podemos nos dar.